Ajuda a grávidas perto de si

Ajuda a grávidas perto de si

479821033 | Dragon Images | shutterstock.com

Que apoios existem? Como encontrar ajuda perto de mim?

Esclarecimento de dúvidas relativamente à gravidez, apoio ao nível social, ajuda com o enxoval do bebé, apoio psicológico na adaptação à gravidez... existem vários apoios em Portugal que podem ser um grande alívio para algumas mulheres grávidas e mães. Como posso descobrir quais os apoios específicos para grávidas perto de mim? O que fazer para pedir estes apoios?

Sugestão: 👥 Que tipo de grávida (não planeada) sou eu? – Faça aqui o Teste de Personalidade

Contactos disponíveis

Existem apoios específicos para grávidas em várias localidades portuguesas. Mesmo quando estes não existem perto da sua área de residência, é possível contactar entidades que apoiam grávidas a nível nacional e que a possam referenciar para outras respostas adequadas mais perto de si.

Talvez não se sinta confortável com a ideia de se deslocar a um serviço perto de si e ser vista por pessoas que conhece e a quem não queira, por agora, informar que está grávida. Isto é comum e, frequentemente, existe uma dificuldade acrescida nos meios mais pequenos quando se trata de pedir ajuda. Por isso, começamos por disponibilizar alguns contactos telefónicos úteis que pode utilizar para falar e, em simultâneo, manter o anonimato, se assim o desejar:

  • 211 337 061: linha de apoio da profemina, funciona das 09 às 17 horas, de segunda a sexta.
  • 912 30 10 10: linha de apoio a grávidas em dificuldade do Apoio à Vida, funciona 24 horas por dia, todos os dias.
  • 939 900 900: linha de apoio a grávidas em dificuldade da Vida Norte (Porto), funciona 24 horas por dia, todos os dias.
  • 808 201 139 ou 213862020: linha SOS grávida da Ajuda de Mãe, funciona das 09 às 23 horas, de segunda a sexta.
  • 808 24 24 24: a linha Saúde 24 é uma linha de saúde geral, que pode também ser utilizada por grávidas com dúvidas ao nível da saúde.

Apoios públicos

A gravidez e a maternidade são realidades que a Segurança Social considera merecedoras de proteção e apoios específicos. Enquanto grávida, é útil estar informada e conhecer os apoios a que tem direito. No artigo sobre os principais apoios financeiros pode ficar a conhecer o que existe.

Apoios privados: CAV

Um Centro de Apoio à Vida (CAV) é uma resposta social prestada, normalmente, por instituições particulares de solidariedade social (IPSS), que apoia gratuitamente mulheres grávidas ou com filhos recém-nascidos em situação de necessidade emocional, social ou económica, com o objetivo de promover um desenvolvimento saudável da gravidez e de apoiar a mulher na sua autonomização e integração social.
Alguns CAV encontram-se associados a casas de acolhimento temporário para grávidas e outros funcionam apenas em regime de atendimento externo.

Perto de mim: como pesquisar

Se precisa de ajuda e pretende encontrar um CAV perto de si, pode consultar a lista disponibilizada pelo Mapa Social. Se preferir, também pode contactar uma das linhas de apoio a grávidas referidas acima, e pedir para ser encaminhada para a instituição mais próxima da sua área de residência.

Assistência à infância

Talvez seja mãe solteira ou queira regressar rapidamente ao emprego, ou seja trabalhadora por conta própria e tenha muita responsabilidade no seu negócio. A sua família mora longe ou o seu companheiro está muitas vezes fora?

Podem existir muitas razões pelas quais os serviços de apoio à infância poderão funcionar como um “balão de oxigénio” para si e que a levam a ler esta informação. Em Portugal, todas as crianças têm, por lei, direito a ter vaga num jardim de infância/escola.

Se for estudante, pode encontrar mais informações aqui:

📘 Grávida durante os estudos. Quais são os meus direitos?

Existem diferentes possibilidades: creches, jardins de infância com acordo com a Segurança Social, instituições privadas, centros de atividades de tempos livres (CATL) ou amas. Em alternativa, poderá optar por uma babysitter.
Por vezes também pode encontrar ajuda junto dos seus vizinhos, através da Segurança Social, centros sociais paroquiais ou associações de apoio social (Cáritas, Juntas de Freguesia, entre outras...)
Por vezes, também é possível recorrer a anúncios, publicados por si ou por quem se disponibiliza para estes serviços. Para os encontrar, existem as opções “tradicionais” (igrejas, supermercados, consultórios...) ou as novas “virtuais” (redes sociais, fóruns, plataformas de anúncios...).

🚼 Possíveis plataformas online:
https://babysisters.pt/
https://nannypoppins.pt/
https://www.nannyportugal.com/pt-pt/

💰 Os custos dos cuidados infantis podem ser muito diferentes - dependendo da região e do seu prestador. Dica: Os custos dos cuidados infantis podem ser declarados nos seus impostos. Esta medida pode fazer a diferença tanto para mães/pais solteiras/os estudantes como para trabalhadores.

Empregada doméstica, ajuda dos vizinhos ou familiares

Em especial nos primeiros tempos, tudo gira em torno do recém-nascido e muitas tarefas ficam por fazer em casa. Também pode procurar ajuda a este nível!
Por vezes, pode ser necessário ultrapassar uma certa resistência para aceitar ajuda, mas os ganhos fazem com que valha a pena. Não tenha medo!

Pode sempre procurar ajuda de um familiar, vizinho ou de uma empregada doméstica. Existem várias plataformas online que podem ajudar neste sentido.
Mas e se precisar de ajuda durante a gravidez? Isto pode acontecer, por exemplo, por causa de uma gravidez de alto risco e necessidade de repouso absoluto; quando um dos pais está ausente devido a doença/acidente; quando surge uma situação excecional e exigente; ou quando um dos filhos tem uma deficiência e precisa de mais atenção. Por vezes, surgem vários desafios ao mesmo tempo...
À medida que as crianças crescem, podem surgir questões relacionadas com a educação. A mediação ou terapia familiar pode ser uma ajuda para conflitos, preocupações económicas e afins. Por vezes, para os pais que já não estão juntos, é conveniente regular as responsabilidades parentais. Em situações de emergência social, é possível marcar um atendimento na Segurança Social, de modo a que a família se possa voltar a organizar.

Para mães menores de idade

És menor de idade e estás grávida? Ou és uma mãe muito jovem? Se ainda estás na escola ou em formação, provavelmente estás preocupada em conseguir terminar os estudos. Também podes estar à procura de apoio por outras razões. Talvez estejas a pensar fazer um pedido de acolhimento a uma residência de acolhimento temporário.

A Segurança Social pode ajudar a responder a várias questões. A tua Junta de Freguesia também pode ajudar.


📘 Mais informações para ti:

Apoio em caso de doença / deficiência

Se tem uma criança doente ou com deficiência e está novamente grávida, pode questionar-se: “como passar pela gravidez sem deixar de estar presente para o(s) outro(s) filhos?”
Ou talvez tenha recebido um diagnóstico de que o seu filho terá, provavelmente, uma deficiência e se esteja a sentir sobrecarregada.

👍🏼 Pode encontrar muito mais informações no nosso artigo “Viver com uma criança com deficiência”. Muitas vezes ajuda trocar informações com outros pais na mesma situação. Talvez existam grupos destes na sua região?
Talvez você ou o seu companheiro tenham uma deficiência? 
Seja corajosa! Também aqui existem redes e apoios regionais.

📖 Sugestão e guia de leitura:
Diagnóstico pré-natal positivo: sinónimo de deficiências?
Trissomia 21 (Síndrome de Down)

Será que consigo gerir a vida com uma criança?

Talvez tenha sido uma gravidez não planeada e ainda não saiba se quer ter a criança ou não. Talvez tenha simplesmente medo de não ser capaz de enfrentar este desafio. Que bom que está à procura de possíveis apoios nesta situação!

Se, para além do apoio prático, desejar uma pessoa exterior com a qual possa discutir as suas preocupações, as nossas counsellors terão todo o gosto em acompanhá-la! Elas poderão conversar consigo sobre o tipo de apoio que poderá necessitar e sobre como gerir esta nova situação!

Mais artigos interessantes:

Considera que a informação neste artigo foi útil?