Gravidez não planeada e indesejada?

Uma gravidez, em particular quando não foi planeada, pode fazê-la sentir-se a “descarrilar”.
Surgem diversos pensamentos e sentimentos que nos podem manter ocupadas. Poderá encontrar aqui muitos temas e informações para a ajudar a esclarecer as suas dúvidas, uma após outra. Estamos disponíveis para si!

Resumo das informações mais importantes

Uma gravidez, em particular quando não foi planeada, pode fazê-la sentir-se a “descarrilar”.
Surgem diversos pensamentos e sentimentos que nos podem manter ocupadas. Poderá encontrar aqui muitos temas e informações para a ajudar a esclarecer as suas dúvidas, uma após outra. Estamos disponíveis para si!

Dicas para si:

1. Posso engravidar apesar da contraceção?

Sim, pode engravidar mesmo que use um método contracetivo. Nenhum contracetivo é 100% eficaz. Mesmo que faça tudo bem, há uma pequena percentagem de casos em que o contracetivo não funciona.

Na vida quotidiana, existem também algumas circunstâncias em que certos contracetivos são menos eficazes. Por exemplo, as substâncias ativas da pílula podem não ser absorvidas corretamente se tiver uma infeção gastrointestinal, ou podem ocorrer interferências com outros medicamentos. O preservativo também pode estar danificado ou romper-se. É por isso que, em alguns casos raros, se pode engravidar apesar da contraceção. Caso a sua menstruação se atrase é uma boa ideia fazer um teste de gravidez de venda livre que pode comprar na farmácia, parafarmácia ou supermercados.


2. Estou grávida sem ter planeado, o que posso fazer?

A notícia de que está grávida pode ser um verdadeiro choque. Especialmente se a gravidez não for planeada, as emoções podem ser muito diferentes. Pode sentir alegria ou medo e desespero ou talvez até comece a sentir que foi bom ter acontecido. Em qualquer dos casos, os pensamentos não param: “O que devo fazer?”

Será que se identifica com estes pensamentos?

“Fiquei grávida sem estar à espera e senti-me em choque e confusa....eu sou uma mulher muito organizada, com capacidade de planeamento e cujo mundo ficou completamente virado de pernas para o ar.” — Planeringoeswild fórum profemina em alemão.

Esta confusão é bastante normal e “permitida”. O início da gravidez provoca um certo caos hormonal, que normalmente se reequilibra após algumas semanas.

👩🏼‍🎓 Para mais sugestões:

Talvez também esteja a considerar se deve fazer um aborto. Embora possa querer tomar a sua decisão o mais cedo possível – para que possa “acabar com isto” – é recomendável levar algum tempo para tomar uma decisão mais consciente.

Muitas mulheres sentem que esse caos de pensamentos acaba por se acalmar e que, a partir daí, se torna possível tomar uma decisão que seja boa a longo prazo.


3. Estou grávida e não é o momento certo...

Talvez tenha planos completamente diferentes, a nível profissional ou pessoal. Ou, então, talvez até se consiga imaginar com uma criança, mas apenas daqui a algum tempo. Também é possível que sejam apenas as circunstâncias que são difíceis...

As razões pelas quais este momento parece completamente inadequado podem ser muito distintas.

Talvez esta gravidez tenha sido uma surpresa completa? É provável que estivesse ocupada com assuntos completamente diferentes e que, agora, parecem já distantes ou menos relevantes...

O mais importante é ser capaz de dar a si própria o tempo necessário até encontrar, em paz, um caminho que combine consigo e que inclua aquilo que é importante para si. Será que existem possibilidades de reconstruir completamente a sua vida? Esta surpresa inesperada poderá trazer algo de bom?


4. Estou grávida e o meu companheiro não quer o bebé.

Provavelmente gostaria que o seu namorado ou marido estivesse presente para si, especialmente neste momento. De repente, porém, ele ficou tão frio, distante ou mesmo agressivo... Infelizmente, este tipo de reação inicial a uma gravidez não planeada acontece com bastante frequência. Não é culpa sua, não foi um erro seu, e este comportamento não significa necessariamente que este seja o homem "errado".

Os homens costumam viver a gravidez de forma muito diferente das mulheres, mesmo quando esta é planeada. Tal como você, o seu companheiro pode estar em choque. Contudo, ele não sente qualquer mudança física em si próprio: tudo é bastante abstrato para ele. Além disso, ele pode percecionar a situação de modo a ver-se completamente responsável por si e pelo bebé, fazendo com que esta responsabilidade seja, ao início, uma grande sobrecarga.

No entanto, ele também poderá crescer com este novo papel. Na nossa experiência de acompanhamento, já assistimos muitas vezes a namorados apreensivos a transformarem-se em pais dedicados, que precisavam apenas de algum tempo até estarem prontos.

Tem interesse nas experiências que outras mulheres têm tido na sua relação? No fórum profemina 'Ardni' descreve a primeira reação do seu marido: "O meu marido estava atordoado e nós tivemos uma discussão violenta, ele não queria o bebé! Eu estava desesperada! Será que ele tinha razão? Como é que vamos conseguir? Sobretudo financeiramente..." — pode ler aqui a continuação do relato em alemão sobre como 'Ardni' reagiu e qual foi o seu próximo passo.


5. Grávida depois de um caso. E agora?

Está grávida mas o pai não é o seu marido ou namorado? É compreensível sentir o seu mundo profundamente abalado. Talvez tenha medo de que tudo se descubra.

Mesmo que se sinta dividida entre estes dois homens ao descobrir esta gravidez, a decisão é sua. Talvez se sinta completamente desesperada neste momento. Contudo, há maneiras de resolver esta situação de uma forma boa para si e para estes dois homens.

Mais sugestões de leitura:


6. Grávida e mãe solteira

Está grávida e já sabe que não vai continuar numa relação com o pai da criança? Ou já é mãe solteira e encontra-se à espera de outro filho? É compreensível que tenha muitas perguntas e se sinta preocupada em conseguir gerir todas as responsabilidades.

São muitas as mulheres que passam por preocupações como estas. No fórum profemina, "Wunder 2016" escreve sobre as suas experiências após a separação durante a gravidez: "Tenho receio de passar por esta gravidez e ir sozinha para o parto, também porque não vai ser fácil para mim ver todos os novos papás. No entanto, nem sequer estou a pensar nisso AGORA." — "Wunder 2016" no fórum profemina em alemão.

Vale a pena lembrar que ser “mãe solteira” não tem de ser sinónimo de estar sozinha! Além do pai da criança, existem outras pessoas – familiares ou amigos – com quem é possível manter relações próximas e obter apoio no dia a dia.

Leia mais sobre este tema aqui:

Está a pensar como irá gerir tudo e o que a poderá ajudar?


7. Grávida e numa situação difícil

Uma gravidez, em particular quando não foi planeada, pode fazê-la sentir-se a “descarrilar”. As circunstâncias podem, simplesmente, não parecer apropriadas ou representar grandes desafios. Cada situação é tão única quanto a mulher que passa por ela.

Por isso, é provável que a sua situação não seja comparável a outras e que isso a faça sentir-se sobrecarregada ou sozinha.

Reunimos aqui algumas situações para si. Talvez uma delas, pelo menos, se aplique a si. Gostávamos ainda de a convidar a continuar a explorar a nossa página ou a entrar diretamente em contacto connosco e partilhar aquilo por que está a passar.


8. Preocupada e sem saber o que fazer?

Está grávida sem ter planeado e pergunta-se como irá gerir a situação e o que fazer a seguir? Talvez até esteja a pensar em fazer um aborto.

Pode também querer adaptar-se passo a passo à nova situação e preparar-se para a gravidez.

Estamos sempre disponíveis para si através dos nossos serviços de acompanhamento digital e individual! Gratuito, anónimo e confidencial! Você merece receber toda a ajuda e apoio que lhe possa fazer bem!

Este artigo foi útil para si?