Grávida apesar do preservativo

Grávida apesar do preservativo

1199981887 | fongbeerredhot | shutterstock.com

Como isso pode acontecer e qual a probabilidade

  • Ficar grávida sem ter planeado e apesar de ter usado preservativo – com que frequência acontece? Estatísticas: Para cada 100 mulheres que usam preservativos durante um ano, 2 a 18 engravidam sem ter planeado.
  • Possíveis explicações: defeitos materiais ou a utilização de um tamanho errado.
  • Apresentamos ideias sobre como lidar com a preocupação de poder estar grávida ou com uma gravidez já confirmada, apesar de usar preservativo.

Sugestão: 🤰🏻 Será que estou grávida? - Faça o Teste de Gravidez Online

Gravidez apesar do preservativo: probabilidade e causas

Na verdade, engravidar, mesmo tendo usado um preservativo, não é tão raro quanto se imagina. Como todos os métodos contracetivos, o preservativo não oferece uma proteção 100% eficaz para evitar uma gravidez.

Probabilidade de engravidar mesmo usando o preservativo

O índice de Pearl é uma medida que avalia a eficácia de um método contracetivo. Para a contraceção com preservativos masculinos, este índice é de 2 a 18%*.

Estatisticamente, isto significa que, num ano, em cada 100 mulheres que utilizam preservativo nas relações sexuais, cerca de 2 a 18 ficam grávidas.

*Valores referidos no Consenso Sobre Contraceção 2020, disponível no site da Sociedade Portuguesa da Contraceção.

Causas para engravidar mesmo utilizando preservativo

Engravidar mesmo usando preservativo pode acontecer devido ao uso incorreto do mesmo (defeitos de aplicação), ou quando o mesmo tem defeitos (defeitos do material). Algumas explicações para um preservativo que não funciona (ou seja, que possibilita a gravidez) são:

  • Usar o tamanho errado
  • Danificá-lo ao abrir a embalagem
  • Utilização ou colocação incorreta
  • Material defeituoso, que leva o preservativo a rasgar-se mesmo quando é colocado corretamente

Medo de engravidar apesar do preservativo...

Por vezes os parceiros sexuais reparam imediatamente numa “falha na contraceção” e, outras vezes, só se apercebem dela no fim da relação. Talvez esteja a ler este artigo por estar preocupada que tenha acontecido alguma falha, apesar de ter usado o preservativo. É, sem dúvida, uma preocupação bastante perturbadora.

Contudo, pode ser bom perguntar-se com calma: concretamente, o que me leva a pensar que posso estar grávida? Aconteceu alguma coisa errada com o preservativo? Também pode refletir se já está a sentir em si sintomas típicos de uma gravidez?

Mesmo que o preservativo tenha escorregado ou saído do sítio, pode perfeitamente não estar grávida. Ficar grávida durante uma relação sexual sem contraceção depende, entre outras coisas, se essa relação aconteceu durante os dias férteis do seu ciclo, quando, de facto, pode engravidar.

👤 Como pode a sua personalidade influenciar a sua gravidez?– Faça o Teste de Personalidade.

Como lidar com a incerteza?

  • Mesmo que seja difícil: este é um momento em que deve permanecer calma e esperar para ver se está realmente grávida. A melhor maneira de verificar isto, é com um teste de gravidez, feito depois do dia em que o período deveria aparecer.
  • Até lá, pode fazer o nosso Teste de Gravidez Online no qual, ao indicar todas as suas suspeitas e sintomas, receberá uma análise detalhada e gratuita.

Gravidez confirmada, apesar do preservativo. E agora?

Se está, de facto, grávida mesmo tendo utilizado o preservativo, talvez esteja, agora, a pensar o que fazer em relação à sua vida. Provavelmente o choque é grande, ao início. Até pode não se ter apercebido que houve um problema com o preservativo e que a gravidez foi, por isso, completamente inesperada. Nesta situação, é frequente que todos os tipos de pensamentos passem pela cabeça de uma mulher.

Deixamos aqui três ideias que podem ser boas para si nesta altura:

  1. 🕰 Esperamos que consiga respirar fundo e dar algum tempo a si própria para tomar a decisão certa para si. Não é preciso colocar-se sob pressão: pode tentar ir descobrindo, passo a passo, qual o caminho possível que, no longo prazo, a vai deixar em harmonia consigo própria.
  2. ❤️Para uma boa decisão, é recomendável ouvir não só os argumentos que surgem na sua mente, como também no seu eu interior, no seu coração. Poderá, depois, pesar cada um cuidadosamente.
  3. 👩💻 Se, nesta altura, quiser ter uma counsellor experiente ao seu lado, ou se, simplesmente, quiser falar com alguém "de fora", por favor sinta-se à vontade para nos contactar. Clique aqui para fazer o Teste do Aborto, com análise individual e gratuita.

Outros artigos interessantes:

Perguntas Frequentes

Como todos os contraceptivos, um preservativo não oferece uma proteção 100% eficaz para evitar uma gravidez. As razões pelas quais pode ser possível engravidar utilizando o preservativo são as seguintes: erros de utilização (tamanho errado, colocação errada, danos durante a remoção da embalagem) e, em casos raros, defeitos do material. Estes erros podem fazer com que o preservativo se rompa ou fique com fugas. O Índice de Pearl para a contraceção com preservativos masculinos varia entre, 2 a 18%, o que significa que, num ano, em cada 100 mulheres que utilizam preservativo nas relações sexuais, cerca de 2 a 18 ficam grávidas.

Se o preservativo romper, é possível ocorrer uma gravidez. Quando acontece uma ”avaria na contraceção”, é recomendável começar por uma lavagem com água corrente e, de seguida, urinar para remover o esperma e possíveis agentes patogénicos da vagina. A probabilidade de ocorrer, de facto, uma gravidez depende, entre outras coisas, do preservativo ter rompido nos dias férteis da mulher. É possível ter a certeza com um teste de gravidez, que pode ser feito cerca de 14 dias após a relação sexual ou a partir da altura prevista para a próxima menstruação.

Quando se pensa em tomar a pílula do dia seguinte por receio de ter ocorrido uma falha no preservativo, vale a pena procurar informação sobre essa pílula, antes de a tomar. Informe-se aqui!

Um preservativo deixa de ser seguro uma vez expirado o prazo de validade. A partir daí, não deve ser utilizado.

A segurança também é comprometida se o material puder ter sido danificado (por exemplo, pela luz solar, calor, objetos pontiagudos ou cortantes). O uso incorreto ou o tamanho errado também podem fazer com que um preservativo não seja seguro.

Considera que a informação neste artigo foi útil?