Grávida de novo, depois de uma cesariana

Grávida de novo, depois de uma cesariana

É perigoso engravidar pouco tempo depois de uma cesariana? 

  • A cicatrização de uma cesariana realizada corretamente fica completa passados três meses. 
  • Contudo, muitos ginecologistas recomendam que a mulher só volte a engravidar passado um ano após esta intervenção. 
  • Se a mulher engravidar poucas semanas ou meses depois de uma cesariana, existem atualmente várias opções médicas para proteger a mulher e o bebé, tanto quanto possível. 

Neste artigo dizemos-lhe o que, do ponto de vista médico, deve ter em conta durante a gravidez e o parto após uma cesariana, e quais os riscos associados. 

 

Dicas para si:

 

Grávida depois de uma cesariana

Provavelmente, a recordação do dia em que o seu bebé nasceu através de uma cesariana ainda está bem presente na sua memória. Talvez isso não tenha acontecido há muito tempo. Agora, está novamente grávida e questiona-se: “como vai ser? Será que a cesariana vai afetar esta gravidez? O que devo saber?”

 

A partir de quando é "permitido" voltar a engravidar?

Uma cesariana é uma cirurgia após a qual, normalmente e como nas outras cirurgias, o corpo é capaz de se regenerar bem. A maior parte dos ginecologistas recomenda — como referência e se possível — que a mulher só volte a engravidar um ano após a cesariana. 

Esse período de tempo, porém, é apenas uma recomendação aproximada. Depois de uma cesariana realizada de modo correto, o corte encontra-se completamente cicatrizado após três meses. Normalmente, e na pior das hipóteses, o corpo estará totalmente reestabelecido seis meses depois desta cirurgia. Assim, do ponto de vista médico, não existe nenhum impedimento para uma nova gravidez. 

 

Grávida logo depois de uma cesariana

E se a gravidez surgir antes de se terem passado três meses desde a cesariana? Por mais que haja receios, isso não significa, necessariamente, que você ou o seu filho estejam a correr um perigo médico grave! 

Não é recomendável engravidar intencionalmente tão pouco tempo depois da cesariana, ou seja, fazer por engravidar nesta altura tão precoce. Não obstante, com as atuais possibilidades médicas, é possível viver essa nova gravidez sem grandes complicações. 

É especialmente importante que seja acompanhada por um bom ginecologista, junto de quem se sinta confortável e que demonstre competência para a acompanhar nesta fase. Um contacto próximo e regular permite identificar possíveis riscos mais precocemente. 

 

Existem riscos particulares?

Se já realizou uma cesariana, o risco de algumas complicações associadas a futuras gravidezes é ligeiramente maior. 

O útero pode rasgar-se na zona da cicatriz (ruptura uterina). O fenómeno da placenta prévia também pode surgir caso a placenta, através da qual a criança recebe os nutrientes, se aloje no local errado, bloqueando a passagem do bebé pelo canal do parto. 

Contudo, estas complicações são bastante raras. 

Se você se encontra novamente grávida após uma cesariana e tem dúvidas e preocupações, por favor contacte-nos! 
📩 Utilize o Formulário de Contacto
⚖️ Faça o Teste do Aborto – uma das nossas counsellors irá responder-lhe com uma análise individual.

 

Dar à luz após uma cesariana

No decorrer de uma gravidez, após uma ou mais cesarianas e tal como em qualquer gravidez, coloca-se a questão: parto normal ou nova cesariana? 

 

Parto normal depois de uma cesariana?!

A ideia de “uma vez cesariana, sempre cesariana” não tem fundamento científico. Mesmo depois de uma cesariana, na maior parte dos casos é possível dar à luz de modo natural. E, geralmente, o parto decorre sem complicações. 

Essa ideia errónea remonta a uma altura em que a cesariana era uma cirurgia bastante mais complicada. Hoje em dia, tornou-se uma operação muito comum e há muitos médicos com larga experiência em fazê-las. 

 

Riscos no parto depois de uma cesariana

Tal como em qualquer parto, quando já se fez uma cesariana podem surgir complicações. Se o seu parto depois de uma cesariana se realizar em meio hospitalar, você estará bem acompanhada e no sítio certo, caso haja complicações. 

As mulheres que deram à luz através de uma cesariana têm um risco acrescido de ruptura uterina. Contudo, é raro que isso aconteça. Caso ocorra, o parto será feito com recurso a uma nova cesariana (de emergência). 

No entanto, a grande maioria das gravidezes e partos depois de uma cesariana decorrem sem complicações. 

ℹ️ “Uma única cicatriz é suficiente”: se for preciso realizar uma nova cesariana, por norma não será necessário fazer uma nova cicatriz. Geralmente, o corte da cesariana anterior pode voltar a ser aberto, regenerando-se outra vez de modo normal. 

 

O que pode fazer agora?

Talvez o seu último parto tenha sido há pouco tempo e você se pergunte: “será que o meu corpo está pronto para esta nova gravidez? Do ponto de vista médico, será que vai correr tudo bem?” Talvez também se sinta abatida por outras preocupações em relação à gravidez, dado que não planeava voltar a engravidar. 

Seja qual for o caso: saiba que está no sítio certo! Sinta-se à vontade para contactar as nossas counsellors gratuitamente, com aquilo que a inquieta neste momento. 

 

Dicas para si:

  • Pode colocar as suas questões diretamente através do Formulário de Contacto.
  • ⚖️ Ainda não tem a certeza se quer prosseguir com esta gravidez?  – Faça aqui o Teste do Aborto. Receberá uma resposta individual de uma counsellor.
  • 😰 Sente-se paralisada pelo medo diante desta situação difícil? – Encontre aqui algumas sugestões sobre como lidar com o seu medo.
  • 🤰 Ainda não sabe se está outra vez grávida? – Faça o Teste de Gravidez Online

 

Outros artigos interessantes:

Considera que a informação neste artigo foi útil?