Grávida apesar do DIU

Grávida apesar do DIU

É possível engravidar com o Dispositivo Intra Uterino (DIU)?

  • Sim, é possível engravidar apesar da contraceção com o DIU (DIU hormonal, DIU de cobre ou semelhante).
  • A probabilidade de engravidar estando a utilizar um DIU é muito baixa, mas existe.
  • Isto pode acontecer porque o DIU escorregou, porque esteve demasiado tempo no útero ou por causa de um defeito material.

Sugestões:

 

Probabilidade de engravidar

De modo geral, é possível engravidar com qualquer tipo de DIU, incluindo os que existem no mercado em Portugal: 

  • DIU com cobre (Gine-T, Multiload, Monalisa, Gravigard) ou DIU com cobre e prata (Nova-T)
  • DIU hormonal com levonorgestrel (Mirena)

Para avaliar a probabilidade de engravidar estando a usar o DIU, vamos referir-nos ao índice de Pearl, uma medida estatística que avalia a probabilidade de uma mulher engravidar apesar de utilizar determinado método contracetivo, durante um ano.  Raymund Pearl, que dá o nome a este índice, era um biólogo americano.

 

Grávida apesar do DIU com cobre

O Índice de Pearl para o DIU de cobre varia entre 0,6 e 0,8, o que significa que para cada 1000 mulheres que usam um DIU de cobre, seis a oito irão engravidar no período de um ano.

 

Grávida do DIU hormonal (SIU)

O índice de Pearl para o dispositivo intra-uterino hormonal, também conhecido como Sistema Intra Uterino (SIU) é de 0,2. Isto significa que duas mulheres em cada 1000 irão engravidar no período de um ano, mesmo com um DIU hormonal.

 

Causas - 4 explicações possíveis

Abaixo indicamos 4 explicações possíveis para engravidar apesar de ter o DIU.

 

1. O DIU estava no útero há demasiado tempo

Dependendo do tipo de dispositivo, o mesmo DIU pode permanecer no organismo entre três ou dez anos. Depois disso, por exemplo nos DIU de cobre, a quantidade de iões sofre alteração, e a sua capacidade de interferir com os espermatozoides e com a membrana mucosa do útero, prevenindo a gravidez, já não é a mesma. 

Já o DIU hormonal (ou SIU), depois de ultrapassado o tempo recomendado de utilização, sofre uma alteração na quantidade de hormonas artificiais (progestina) que são libertadas, deixando assim de enfraquecer os espermatozoides e o revestimento uterino com a mesma eficácia. 

 

2. O DIU deslocou-se

É possível verificar a posição do DIU através dos fios de remoção que se encontram na vagina. Se, por exemplo, já não for possível sentir os fios, ou se estes forem mais compridos do que o normal, é possível que o DIU tenha escorregado. 

O risco do DIU de cobre escorregar é de 1 a 3%. Por isso o ginecologista deve verificar a sua posição de 6 em 6 meses através de uma ecografia. Se o DIU não estiver no local correto, é possível engravidar. 

 

3. O DIU foi expelido com a menstruação

Na verdade, é possível que qualquer tipo de DIU seja completamente expulso pelo organismo durante a menstruação sem que a mulher se aperceba

A probabilidade de isto acontecer é especialmente elevada nos primeiros meses após a sua introdução: acontece em cerca de 0,5 a 10% das mulheres, especialmente nas mais jovens. Se o DIU for introduzido após o parto, a probabilidade aumenta ainda mais: 12 a 31% das mulheres perde o DIU sem se aperceber. 

Se já não for possível sentir os fios de remoção, ou se a menstruação se tornar subitamente mais forte do que o habitual, talvez o DIU tenha sido expelido. 

 

4. Defeitos no material e no tamanho

O DIU pode partir-se devido a defeitos de fabrico, deixando assim de estar corretamente posicionado no útero. 

O médico deve aferir o tamanho adequado do dispositivo para cada mulher, avaliando as dimensões, forma e posição do seu útero. Se for introduzido um tamanho incorreto, o DIU pode não se encaixar adequadamente e, assim, não prevenir eficazmente a gravidez. 

 

 

Será que estou grávida apesar do DIU?

“Como posso perceber que estou grávida, apesar do DIU? Quais são os sinais que podem aparecer apesar deste dispositivo?” Talvez se tenha colocado a si própria estas questões. A sua menstruação está atrasada, apesar do DIU? 

É recomendável começar por analisar quais são os motivos que a levam a crer que pode estar grávida. 

  • 🤢 Já sente sintomas típicos da gravidez, apesar de ter o DIU? Talvez a possa aliviar saber que sintomas típicos da gravidez, tais como enjoos ou dores de barriga não significam, necessariamente, que está grávida.  
  • 🩸O seu período não aparece, mesmo se costuma ser regular? Isso também não é, obrigatoriamente, um sinónimo de gravidez. O DIU hormonal intervém no ciclo, por isso é normal que haja uma ausência ou atraso menstrual. Além disso, o ciclo feminino é sensível e pode sofrer alterações face ao stress ou determinados medicamentos. 
  • 🤒 Gravidez ectópica? Existe ainda a possibilidade de ter acontecido uma gravidez, que não se esteja a desenvolver normalmente. De facto, a probabilidade de acontecer uma gravidez ectópica é mais elevada com o DIU, especialmente se for do tipo hormonal. Perdas de sangue para além do período e dores de barriga podem ser sinais de que tenha ocorrido uma gravidez desse tipo. Deve analisar esta situação com o seu médico assim que possível.  

 

3 dicas para si:

  1. Antes de mais nada, é importante procurar acalmar-se e reorganizar as ideias, dentro do possível. Mesmo que esteja, de facto, grávida, ainda tem tempo para dar um pequeno passo de cada vez. 
  2. Faça o Teste de Gravidez Online, onde pode introduzir os seus receios e sintomas individuais. Receberá uma análise individual instantânea e poderá debatê-la posteriormente com uma counsellor, se assim o desejar.
  3. Também pode fazer um teste de gravidez normal mesmo tendo o DIU, de modo a ter um primeiro indicador! No artigo  "Como funciona um teste de gravidez?" encontra informação sobre quando e como fazer este teste de modo adequado. 

 

Gravidez não planeada apesar do DIU – e agora?

Talvez utilize o DIU há anos sem nenhum problema e não estivesse nada à espera de engravidar. Num primeiro momento, o choque pode ser grande e levá-la a viver momentos de grande confusão, com muitas ideias, dúvidas e emoções contraditórias. 

Damos-lhe 4 sugestões para lidar com a situação, que correspondem a 4 pequenos passos que pode dar. 

 

1. 👩⚕️ Vá ao médico e retire o DIU.

Se estiver grávida, deve pedir a um médico para lhe retirar o DIU assim que possível. Manter o dispositivo dentro de si, pode conduzir ao aparecimento de infeções. Além disso, as hormonas podem ser prejudiciais para o embrião, conduzindo a um aborto espontâneo.

Independentemente de decidir prosseguir com esta gravidez, por uma questão de saúde, é importante retirar o DIU. 

Nota importante: se prosseguir com a gravidez após remover o DIU, o risco de malformações não aumenta, comparativamente às gravidezes que começam sem DIU! 

 

2. 🕰 Tempo para si e a sua decisão

A experiência mostra que a notícia de uma gravidez inesperada demora algum tempo a ser integrada. É recomendável começar por deixar a tempestade acalmar, tentando organizar os seus pensamentos e sentimentos. Desse modo poderá perceber, passo a passo, qual o caminho que mais se adequa àquilo que traz no seu coração.  

 

3. 👤 Fale com pessoas que querem o seu bem

Não é obrigatório, nem bom, ficarmos sozinhas quando nos sentimos com medo e preocupadas. É normal, às vezes, ter receio de falar ou de pedir ajuda, nem que seja só para desabafar. No entanto, pode tentar pensar numa ou duas pessoas que lhe sejam próximas, em quem confie, que queiram o seu bem e que talvez não tenham um interesse imediato no resultado da sua decisão. Partilhar o que vive com uma pessoa assim pode ajudar a quebrar a sensação de solidão e desamparo. 

 

4. 👩💻Entre em contacto com uma counsellor da profemina

Sinta-se à vontade para entrar em contacto com uma das nossas counsellors. A nossa equipa tem experiência em acompanhar mulheres em situações semelhantes à sua, e terá todo o gosto em acompanhá-la também a si, procurando consigo soluções que a possam ajudar.

Pode entrar em contacto connosco das seguintes maneiras:

  • ⚖️ "Aborto: sim ou não?" – Faça aqui o Teste do Aborto. Receberá uma análise pessoal de uma counsellor!
  • 🤰 Ainda não sabe se está grávida? – Faça o Teste de Gravidez Online. Para além de uma análise instantânea automática, também tem a opção de conversar com uma counsellor.
  • 📩 Utilize o nosso Formulário de Contacto e escreva sobre a sua situação individual.

 

Factos sobre o DIU

Reunimos aqui, para si, alguns factos interessantes sobre os diferentes tipos de DIU!

 

DIU de Cobre

  • O DIU de cobre é inserido directamente na cavidade uterina por um ginecologista.
  • Se algo se passa ou ocorre dentro do útero, chama-se intrauterino. É por isso que o dispositivo tem esse nome.
  • Dos dispositivos intra-uterinos, o DIU de cobre é o mais popular.
  • Normalmente este objeto tem a forma de um T, sendo feito de plástico e de um fio de cobre. Não contém hormonas. Funciona como contracetivo porque o cobre liberta iões que prejudicam os espermatozoides. Porém, estes iões também afetam a membrana mucosa e o colo do útero alterando-os de modo a que o zigoto (óvulo já fecundado) não se possa implantar. 
  • A posição do DIU pode ser avaliada a qualquer altura pela mulher, através dos seus fios de remoção que se estendem até à vagina. 

 


DIU hormonal ou SIU

  • Como se percebe pelo nome, trata-se de um contracetivo hormonal. Também é conhecido pela sigla SIU, que significa Sistema Intra Uterino. 
  • Tal como o de cobre, o DIU hormonal tem a forma de um T, é feito de plástico e é colocado pelo médico. 
  • Este tipo de DIU contém a hormona progestina, que é libertada no útero diariamente e em pequenas quantidades. Isto faz com que o muco cervical se torne mais espesso, o que impede os espermatozoides de entrarem. Além disso, a capacidade de locomoção e fecundação dos espermatozoides é inibida. O revestimento uterino também é enfraquecido, de modo a que a implantação de um possível óvulo fecundado não possa ser bem-sucedida. 

 

Outros artigos interessantes:

 

Considera que a informação neste artigo foi útil?