Grávida e ninguém lhe deu os parabéns?

Grávida e ninguém lhe deu os parabéns?

E se as pessoas tiverem uma reação completamente oposta à que seria desejável?

É possível que a descoberta desta gravidez seja ainda muito recente. Trata-se de uma gravidez planeada e desejada ou, pelo contrário, foi uma surpresa? Por vezes, a mulher encara a gravidez com a seguinte atitude: “se aconteceu desta maneira, é assim que será (e que bom)”. 

É possível que, ao descobrir a notícia, tenha sentido uma alegria profunda. Ou, então, algumas outras emoções em simultâneo: isto acontece com bastante frequência. 

Porém, neste momento talvez se sinta sozinha nessa alegria. E logo agora, quando mais gostava de se sentir encorajada, apoiada e animada pelos outros. 
Será que é o seu companheiro que (ainda) não consegue mostrar entusiasmo?

São várias as mulheres que sentem o mesmo que está a sentir. A alegria e o apoio que esperavam encontrar naqueles que lhes são mais próximos não se manifesta logo ao início. Mesmo os amigos mais chegados e a família podem ter reações diferentes da que esperava. Só você sabe exatamente aquilo que sente neste momento. Ainda assim, gostávamos de partilhar consigo a história da Helena*.

* De modo a proteger esta mulher grávida, o seu nome e informação pessal foram tornados anónimos. 

 

Natal de 2018… A história da Helena

A Helena está outra vez à espera de bebé! Quando ela contou esta notícia às pessoas à sua volta, em vez de a encorajarem como ela tinha imaginado e esperado, a Helena encontrou reações frias e pouco compreensivas. Em vez de a felicitarem, a abraçarem e se comoverem com ela, as pessoas reagiram abanando a cabeça ou permanecendo em silêncio: não se ouviu “parabéns!”. Esta experiência foi bastante dolorosa. Por esse motivo, ela considerou que a sua missão era encorajar outras mulheres grávidas que, fosse por que motivo fosse, se sentissem da mesma maneira. A Helena disponibilizou esta carta à profemina, de modo a que ela possa apoiar muitas mulheres! 

 

✍️ Esta carta é para si

Querida futura mãe!

Esta é uma carta de parabéns para ti. Eu estou preocupada contigo: e se ainda ninguém te deu os parabéns? Como eu já passei por esta experiência, gostava de ser [pelo menos] eu a felicitar-te! Gostava de te dar um abraço muito apertado e desejar-te as maiores felicidades do fundo do meu coração, e espero que tudo te corra pelo melhor. Esperam-te experiências maravilhosas: tu podes sentir-te realmente feliz! Provavelmente não é assim que te sentes agora, mas eu garanto: os momentos felizes ultrapassam largamente as fases mais difíceis!

Há três meses atrás nós tivemos o nosso quinto filho. Os filhos mais velhos têm 9, 8, 6 e 4 anos de idade. Eu e o meu marido, bem como os meus outros filhos, estávamos ansiosos e desejosos que este bebé chegasse! Porém, as reações à nossa volta foram bastante mais sóbrias: cabeças a abanar em desaprovação, ausência de reação, e não ouvi os esperados “parabéns!”. Isto foi muito triste para mim, porque apenas um número reduzido de pessoas se alegrou connosco. 

É por isto que te quero encorajar. Eu não te conheço, mas talvez compreenda um pouco dos teus receios e preocupações. Durante a minha quinta gravidez tornou-se, para mim, bastante evidente que não devemos permitir que a desaprovação e opiniões dos outros nos deitem abaixo. 

Um bebé é um bebé: infinitamente valioso, independentemente das circunstâncias do seu nascimento ou do número de irmãos que já tem. Há coisas na vida que, por mais que se repitam, nunca perdem a sua magia! 

As pessoas irão sempre comentar e apontar o dedo. Se tiveres um carro pequeno: “que carroça velha!”; se o carro for grande: “só para mostrar que tem dinheiro!”; se estiver limpo: “que mania das limpezas”; se estiver sujo: “que desleixada!”. Com os filhos as reações são exatamente iguais! 

Só existe uma alternativa possível: continuar em frente! Leva um dia de cada vez, e lembra-te acima de tudo dos momentos bonitos e divertidos. Até porque, no futuro, vais ter muitos mais desses momentos: caretas engraçadas, palavras cómicas, aprender a comer, descobrir as preferências do bebé, fazer novos amigos, comer bolos de aniversário, comprar sapatos, fazer trabalhos manuais no infantário, guardar vídeos para a posteridade, escrever uma carta a avó, marcar golos, ganhar torneios... 

Tu mereces mesmo que te dêem os parabéns: há uma fase espetacular diante de ti!!! 

Como vais fazer tudo isto? Eu também não sei! Pessoalmente, procuro levar um dia de cada vez. Sou tudo menos perfeita, mas também não acredito em pais perfeitos. O teu bebé também não precisa nem está à espera de ter pais perfeitos. Ele só precisa de ti, da maneira que TU és! 

Ser mãe não é assim tão mau: eu estou a sorrir, estou viva e pareço cinco anos mais nova do que realmente sou! Sou uma pessoa feliz e de bem com a vida (especialmente agora, que os miúdos estão a dormir).

Por isso, envio-te um abraço sincero do sul da Baviera. Espero que sintas este abraço. Não tenhas medo da alegria, ainda que as coisas sejam difíceis. O bebé mais querido do mundo está desejoso de te conhecer!

Desejamos-te as maiores felicidades

Helena e João (o quinto)!

 

Não está sozinha!

Estas palavras da Helena ajudaram-na a sentir-se mais acompanhada
Também é possível que tenha pensado: “mas comigo é diferente. Quem me iria compreender?”. 

Cada situação é única. Por isso, vale a pena descobrir por si própria como gostaria de lidar com as reações exteriores e o que lhe poderá, nesta fase, dar forças

🙎🏻‍♀️ Será que a ajudava se pudesse sentir-se ouvida e encorajada por alguém? Ou sente-se na dúvida quanto ao que fazer? 

Pode contar connosco: teremos todo o gosto em acompanhá-la! 
 - Contacte-nos por escrito, por telefone ou por WhatsApp!

👱🏽‍♂️ Se o seu companheiro não reagiu como gostaria, os seguintes artigos podem interessá-la: 

👩‍👦‍👦 Se calhar, você já é mãe e até se sente desejosa de ter mais filhos. Mas as reações à sua volta levam-na, por vezes, a duvidar das suas capacidades. 

💪🏽 Quais são os meus recursos? – Faça o Teste das Forças!
👥 Que tipo de grávida sou eu? – Faça o Teste de Personalidade!

 

Outros artigos interessantes:

Considera que a informação neste artigo foi útil?