Natação durante a gravidez

Natação durante a gravidez

137553527 | Federico Marsicano | shutterstock.com

Por que é o desporto ideal para esta fase?

  • Alguns desportos são menos adequados durante a gravidez, por exemplo, por causa do risco de lesões ser maior.

  • A natação, por outro lado, costuma ser inofensiva: pode até ser uma ótima fonte de bem-estar durante a gravidez, dado que dentro de água pode mover-se sem sentir peso.

Que tipo de grávida sou eu?  — Faça o Teste de Personalidade

 

Quais são os desportos "permitidos"?

Se está grávida, provavelmente quer ter cuidado para não prejudicar o desenvolvimento do seu filho. Por isso, é normal olhar para o seu quotidiano e pensar: "Ainda posso comer isso?", "Ainda posso fazer isso?" ou "Que efeitos é que isto vai ter no meu bebé?".

Estas preocupações também se aplicam ao desporto. Se costumava escalar montanhas, correr pelo menos uma volta no parque todos os dias ou jogar vólei, talvez tenha estas dúvidas em mente: este ou aquele desporto ainda é bom para mim?

De modo geral, o desporto é benéfico para o corpo durante a gravidez. No entanto, há algumas modalidades que, infelizmente, não são recomendáveis a mulheres grávidas. 

 

Natação: um desporto bom em todas as fases

No entanto, há um desporto que muitas mulheres grávidas apreciam particularmente: a natação. A razão é simples: ir para dentro de água é suave e perfeitamente adequado para um corpo em mudança, e é, ainda, um desporto bom para ficar em forma durante a gravidez, desafiar-se a si própria (com moderação) e aumentar o seu bem-estar em geral.

 

Vantagens: porque é que nadar é bom para as grávidas?

A natação pode apresentar uma série de pontos positivos:

Trabalha o corpo inteiro e fortalece-o de modo consistente

A natação é um desporto muito saudável em si, para qualquer pessoa. Desafia todo o corpo, fortalece o sistema imunitário e evita picos de esforço repentinos que podem ser perigosos para o coração.

Flutue sem peso

Para as grávidas, existe um motivo adicional para escolher esta modalidade: dentro de água, não irá sentir o seu próprio peso. O peso que suportou durante o dia, a pressão que sente quando está em pé ou caminha, desaparecem, pois estará a flutuar.

À medida que a gravidez avança, quanto mais a barriga aumenta mais os pés incham ou as costas podem doer. A natação proporciona um alívio para todo o corpo dado que reduz alguns dos sintomas da gravidez, tal como a sensação de ter as pernas pesadas ou pressão nos discos intervertebrais. Além disso, tem um efeito positivo no humor.

Baixo risco de lesão

Ao nadar, o risco de se lesionar é muito baixo. A água amortece e protege-a do mesmo modo que, no útero, o seu bebé se encontra protegido pelo líquido amniótico.

 

Igualmente adequado para iniciantes e para “super nadadoras”

Talvez já esteja habituada a nadar regularmente. Se já o faz pode, como é evidente, continuar a fazê-lo. Se o nível de esforço habitual se tornar subitamente mais difícil, saiba que é completamente normal e que não se deve sentir mal por reduzir as expectativas para cada dia de natação. Depois da gravidez poderá recuperar o ritmo.

Talvez esteja interessada em aulas especiais para mulheres grávidas, disponíveis em muitas piscinas: natação livre, boiar ou exercícios de hidroginástica mantêm o seu corpo em forma de maneira suave.

Ainda que, até aqui, não tenha sido uma super nadadora, a gravidez pode ser uma oportunidade para tentar começar a nadar, praticando assim um desporto pouco intenso. Especialmente para as iniciantes, dez a 15 minutos por ida à piscina podem bastar para descobrir os benefícios que a natação lhe pode trazer. Em particular durante a gravidez, a natação não deve causar pressão e sobrecarga, mas desafiar o seu corpo de uma maneira suave.

Ainda que não saiba nadar, não é preciso por a piscina de parte: os movimentos simples na leveza da água também podem ser benéficos para si e o seu filho, mesmo sem natação. Exercícios leves, caminhar na água ou apenas chapinhar aumentam a boa forma e o bem-estar.

 

O que ter em conta ao nadar durante a gravidez

Regra geral, convém pedir ao seu ginecologista que avalie se a natação é adequada para si. Se ele não tiver nenhuma objeção e a sua gravidez não tiver complicações, não há razão para não oferecer a si própria um novo fato de banho. É recomendável que este seja suficientemente elástico no estômago, ou talvez se sinta mais confortável num biquíni.

Ao nadar durante a gravidez, também deve ter em conta o seguinte:

  • Com as atuais condições de higiene nas piscinas, o medo de infeções perde uma boa parte da sua razão de ser, até porque costumam ser feitos testes à água regularmente. No entanto, é melhor evitar o remoinho de onde a água surge, por causa do calor e de uma possível concentração de germes mais elevada
  • Para minimizar o risco de infeção urinária, também é recomendável mudar de roupa  rapidamente depois de nadar, evitando andar muito tempo com roupas molhadas.
  • E como já referimos, pode dar a si própria autorização para fazer treinos um pouco menos exigentes durante estes meses especiais. O movimento será sempre benéfico para si (e para o seu filho).

Ao nadar durante a gravidez, a sua principal preocupação deve ser desafiar-se dentro da água e desfrutar da leveza da natação. Deste ponto de vista, a natação é o desporto perfeito durante a gravidez: tanto para si enquanto mãe como para o seu filho.

 

Outros artigos interessantes:

Considera que a informação neste artigo foi útil?