Abortar sem dizer aos pais

Abortar sem dizer aos pais

1196187574 | fizkes | shutterstock.com

É preciso consentimento dos pais para abortar com menos de 18 anos?

🙍‍♀️ Grávida antes dos 18 anos: será que sou demasiado jovem para ter uma criança? — Temos um teste para ti!

Estás grávida sem teres planeado e pensas em fazer um aborto, mas não queres que os teus pais saibam?
Neste artigo esclarecemos se é possível fazer um aborto sem o consentimento dos pais quando ainda és menor de idade. E também analisamos algumas possibilidades sobre como falar sobre isto com os teus pais.

Sugestão: as nossas counsellors estão à tua disposição para falares sobre os teus pensamentos, dúvidas e preocupações sobre este tema:

Teremos todo o gosto em, com tempo, procurar contigo o melhor caminho para ti.

Grávida antes dos 18 anos: será que sou demasiado jovem para ter uma criança? — Temos um teste para ti!

Este é um assunto que a preocupa? Se desejar, pode introduzir aqui algumas informações sobre a sua situação pessoal.
De seguida irá receber uma análise de acompanhamento diretamente no seu ecrã!

É possível abortar com menos de 18 anos sem o consentimento dos pais?

A resposta a esta pergunta depende da tua idade exata: se tens menos de 16 anos, não podes ser tu a assinar o documento oficial para abortar e, por isso, não é possível fazer um aborto sem o consentimento dos teus pais ou responsáveis legais. Se já tiveres completado 16 anos, podes ser tu a assinar o Consentimento Informado, que é um documento obrigatório como está escrito no ponto 5 do artigo 1.º da lei n. º16/2007.

Medo da reação dos pais

Provavelmente, os teus pais não sabem da tua gravidez e, muito menos, que estás a pensar fazer um aborto. Talvez tenhas medo da reação deles. Ou talvez não os queiras desiludir, ou sobrecarregar. É compreensível que esses pensamentos e preocupações te façam sentir muito insegura.

É difícil prever como os teus pais vão reagir à notícia de uma filha grávida.
No início, com o choque, podem ter uma reação mais negativa. Mas, como muitas vezes acontece com as pessoas que acompanhamos, é provável que depois aceitem a ideia e apoiem a gravidez.

A experiência também já nos mostrou que é esse choque inicial que, muitas vezes abre caminho para outra atitude: “Nós podemos ultrapassar isto juntos!”. Quando a adolescente grávida decide prosseguir a sua gravidez, muitos pais sentem uma alegria que vai aumentando com o tempo, pelo neto que aí vem.
Muitas vezes oferecem apoio de modo inesperado e a situação torna-se muito mais pacífica. Achas que isto pode acontecer contigo?

5 ideias para falar com os pais

Se tens pensado em falar com os teus pais sobre isto, temos 5 ideias que podem ajudar-te a preparar essa conversa:

1. Procura apoio

Pode ajudar-te falares sobre a tua situação com outra pessoa mais velha, em quem confies (por exemplo, a tua irmã mais velha, avó, tia, amiga de confiança...) que, provavelmente, vai reagir com mais calma, dado que não é responsável por ti. Se, depois disso, decidires falar com os teus pais em conjunto com essa pessoa, a conversa poderá desenrolar-se com mais calma.

2. Pensa primeiro no que queres dizer

Com a conversa a acontecer e com todas as emoções que surgem no momento, muitas vezes podes esquecer-te do que querias realmente dizer. Por isso, é melhor pensares com antecedência no que queres dizer, e como queres falar. Até podes tomar notas e leva-las contigo para essa conversa. Pode parecer estranho, mas vai mostrar maturidade da tua parte, pois é sinal de que pensaste bem no assunto.

3. Pede ajuda aos teus pais

Uma boa maneira de começar a conversa é dizeres aos teus pais, abertamente, que estás numa situação difícil para a qual precisas do apoio deles e que, para ti, não é fácil falar sobre isso. Podes pedir-lhes para “estarem lá” para ti.
Desta maneira, estarás a preparar o terreno antes de dares a notícia da gravidez.

4. Fala primeiro com um deles

Pode ajudar pensares primeiro com qual dos teus pais te sentes mais à vontade (neste assunto). E, então, falar primeiro com essa pessoa. Desta maneira, terás um deles mais do teu lado quando falarem com o outro, aquele que pode (neste assunto) enervar-se mais facilmente.

5. Dá-lhes tempo

Provavelmente os teus pais vão ser apanhados de surpresa e não vão saber muito bem como lidar com esta situação. Pode ajudar dar-lhes tempo para digerirem a notícia e não pedir imediatamente uma reação específica. Isto dá-lhes a oportunidade de repensarem a sua atitude e as suas palavras.

E agora, o que faço?

O medo e a incerteza são compreensíveis nestas situações. Por isso, começa por respirar fundo. Dá tempo a ti própria, para que a notícia aterre a todos os níveis.
Para este tipo de decisão de vida, é bom examinar todas as opções cuidadosamente e procurar soluções para as circunstâncias que estás a viver, de modo a que a tua decisão possa ser verdadeiramente livre. Talvez as ideias acima te possam encorajar a falares com os teus pais e, o mais calmamente possível, debateres com eles a tua situação.
A nossa equipa da profemina também ficará feliz por poder estar ao teu lado, se quiseres!

Tens entre 13 e 18 anos? Então, podemos apoiar-te!

Se tens mais de 13 anos, podes entrar em contacto com as nossas counsellors e falar sobre estas preocupações, dúvidas e emoções!

Tens menos de 13 anos? Vê aqui o que podes fazer

Se tens menos de 13 anos, não nos é permitido prestar-te um acompanhamento individual sem o consentimento dos teus pais, devido ao Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados.

Mas, se ainda não falaste com os teus pais, podes pedir a alguém em quem confies, e que tenha mais de 13 anos, para nos contactar. Aí, podemos explicar a essa pessoa quais os próximos passos que podem ser dados.

Podes encontrar aqui mais ideias:

Considera que a informação neste artigo foi útil?