Viagens (aéreas) na gravidez

Viagens (aéreas) na gravidez

714832798 | GOLFX | shutterstock.com

Uma mulher grávida pode andar de avião?

  • Mesmo estando grávida, pode viajar de avião até destinos longínquos; pelo menos durante a maior parte da gravidez.
  • Para poder fazer viagens aéreas, o pré-requisito é que a sua gravidez não esteja a sofrer complicações e que você se sinta bem.
  • Cada gravidez é diferente. Por isso, é recomendável consultar o seu ginecologista quando estiver a planear viajar.

Neste artigo encontrará mais informações sobre o que deve ter em consideração para umas férias bem-sucedidas.

Dica: 🗓 Não tem a certeza em que semana de gravidez se encontra? Utilize a Calculadora da Semana de Gravidez!

Qual é a melhor altura para voar?

Antes da 12ª semana de gravidez, convém que as viagens aéreas sejam conversadas com o médico. Ele pode avaliar a estabilidade da gravidez e, desse modo, explicar-lhe se é adequado viajar nesta fase inicial da gravidez.

A melhor altura para uma viagem aérea é entre o 4º e o 7º mês de gravidez. Deste modo, o primeiro trimestre, que é o mais delicado, já terá terminado. Provavelmente os enjoos já estão a diminuir, e é mais provável que se sinta em forma ou mesmo com vontade de fazer exercício, atividades e viagens de descoberta.

A partir do sétimo mês, o seu estômago estará maior, e pode começar a sentir mais dores nas costas e falta de ar. Nessa fase, viajar pode tornar-se mais difícil.

❗️
Aviso: a partir da 36ª semana de gestação, a maioria das companhias aéreas não aceita mulheres grávidas a bordo. Esta é uma medida de precaução para evitar uma escala ou mesmo um parto durante o voo.

O que devo ter em conta durante o voo?

Se estiver a viver uma gravidez estável, mesmo os voos de longa distância não serão um problema. De acordo com as últimas descobertas, a pressão da cabine e o aumento da radiação não prejudicam a criança.

Ainda assim, durante o voo, deve prestar atenção aos seguintes aspetos:

  • exercício suficiente: muitas companhias aéreas, mediante solicitação, oferecem às mulheres grávidas um assento no lado do corredor para que esta possa levantar-se mais facilmente!
  • exercícios de perna
  • Meias de apoio: úteis para prevenir o risco de trombose
  • Também é importante ingerir bastantes líquidos por causa do ar seco na cabine.

Deverá ter sempre à mão o seu boletim da grávida durante a viagem. Deste modo, poderá comunicar e fazer prova da sua condição, ainda que tenha dificuldades com o idioma local.

ℹ️ A propósito: mesmo para viagens de carro muito longas, é recomendável fazer planos mais leves e prever pausas suficientes para atividade física.

De modo especial durante os últimos meses da gravidez, muitas mulheres sentem dificuldades em sentar-se confortavelmente no banco do motorista, e o perigo para a barriga em caso de acidente aumenta. Por isso, pode pedir aos seus companheiros de viagem que assumam a condução.

Vacinas e medicamentos

As vacinas e medicamentos necessários à viagem dependem muito do local de destino.

Pode clarificar dúvidas quanto ao seu estado de vacinação com o seu médico de família* e decidir com ele quais as vacinas que deve receber durante a gravidez. Ele também a pode alertar sobre os riscos de infeção a serem considerados ao viajar para países tropicais e subtropicais.

De qualquer forma, deverá levar consigo os medicamentos que costuma levar em viagem, independentemente do local.

*Nota: ainda que o seu centro de saúde não lhe tenha atribuído um médico de família, é possível marcar uma consulta do dia e colocar estas dúvidas ao médico que estiver disponível.

Dicas: o que procurar nas férias

No seu local de destino, deverá prestar atenção a algumas coisas de modo a aproveitar a viagem da maneira mais segura e tranquila possível.

Alimentação

Não importa se é na Índia ou na Itália: a higiene pode ser particularmente importante durante a gravidez. Também é recomendável ter alguns cuidados ao consumir determinados alimentos e bebidas.

  • É mais seguro preferir bebidas em lata ou em garrafa com carica.
  • Nos restaurantes, deve optar por pratos bem cozinhados e bem passados e evitar saladas, fruta, frios e gelados. Desta forma, estará a evitar ao máximo o risco de infeções como listeria ou salmonelas.

Cuidados médicos

Se pretende viajar pouco antes do parto, por exemplo para aproveitar a licença de maternidade, pode fazer sentido tomar as precauções necessárias para o caso de ter um parto prematuro durante a sua estadia no local de viagem.

Acima de tudo, convém saber qual a clínica mais próxima e ter o contacto de um ginecologista local. Também convém esclarecer com a seguradora do seu seguro de saúde, antes de viajar, se o seu plano inclui transporte de retorno antecipado em caso de necessidade.

Desta forma, pode enfrentar a eventualidade (que esperamos que não ocorra) de um parto prematuro durante as férias com maior tranquilidade.

Desportos e atividades

Se deseja passar as suas férias da forma mais ativa possível durante a gravidez, é recomendável evitar o calor, a altitude e exercício físico de alto desempenho durante as atividades desportivas.

ℹ️ Descubra aqui quais os desportos mais e menos adequados durante a gravidez: Desporto durante a gravidez.

Outros artigos interessantes:

Considera que a informação neste artigo foi útil?